Madame Curie – Duas Vezes Nobel de Química

marie-curieh(1)Marie Sklodowska, nasceu em 7 de Novembro de 1867 em Varsóvia, Polônia. Filha do professor de física e matemática, Wladyslaw Sklodowski e da professora Bronsilawa Boguska, que também era cantora e pianista.
Caçula de cinco irmãos mostrou muito cedo seu interesse pelos estudos ainda mais recebendo total incentivo de seu pai para estudar ciência. Marie sofreu uma perda muito grande por volta dos 12 anos, quando sua mãe morre vítima de tuberculose e sua irmã mais velha morre de tifo. Essas perdas a levaram a perder a fé na religião e acreditar exclusivamente na ciência.
Aos 15 anos, Marie termina seus estudos e passa a trabalhar como professora particular. Em 1891, aos 24 anos, muda-se para Paris para continuar com seus estudos. Em 1894, conhece o professor Pierre Curie e logo se tornam grandes amigos, pois tinham os mesmos interesses pela área científica. Em seguida se casam e Marie passa a ser chamada de Madame Curie.
Em 1893 e 1894 concluiu seus estudos conseguindo seu bacharelado em ciências. Trabalhando juntamente com seu marido, Pierre Curie, fizeram grandes descobertas, inclusive de dois novos elementos químicos, o polônio, batizado em homenagem à cidade natal de Marie e o rádio, batizado assim devido à sua intensidade radioativa. Inclusive os termos, radioativo e radioatividade foram termos criados pelo casal para caracterizar a energia liberada espontaneamente por este novo elemento químico.
Com Pierre Curie e Antoine Henri Becquerel, Marie recebeu o Nobel de Física de 1903, em reconhecimento aos extraordinários resultados obtidos por suas investigações conjuntas sobre os fenômenos da radiação. Marie foi a primeira mulher a receber tal prêmio. Oito anos depois, recebeu o Nobel de Química em reconhecimento pelos seus serviços para o avanço da química, com o descobrimento dos elementos rádio e polônio, o isolamento do rádio e o estudo da natureza dos compostos deste elemento.
Curiosidade: O elemento 96 da tabela periódica, o Cúrio, símbolo Cm foi batizado em honra do Casal Curie.
Marie Curie morreu perto de Salanches, França, em 1934, de leucemia, devido, seguramente, à exposição maciça às radiações durante o seu trabalho.
Para saber mais assista a esse documentário sobre a sua vida.
Aqui você pode ver um FILME em preto e branco filmado em 1943 e que conta a sua história.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *